phone-icon10   (21) 2264-1095

medicina-ortomolecularA terapia ortomolecular é o tratamento e a prevenção de doenças por meio do restabelecimento do equilíbrio bioquímico do nosso organismo. Com isso, ajuda a evitar doenças e o envelhecimento.

Prevenir problemas de saúde, retardar o envelhecimento e deixar pele e cabelos mais belos e brilhantes. Essas são algumas das promessas da medicina ortomolecular, uma corrente médica que busca ajustar a quantidade de vitaminas e minerais no organismo – estejam eles em excesso ou em falta. Não por acaso, o tratamento caiu nas graças de celebridades e ganha cada vez mais adeptos.

Cada pessoa possui um equilíbrio metabólico único e preservá-lo é um dos objetivos dessa vertente médica. Isso pode ser feito por meio de uma suplementação personalizada, que pode incluir medicamentos fitoterápicos, aminoácidos e vitaminas, e de uma alimentação dita funcional, que é aquela que supre o nosso corpo de nutrientes que descobrimos estarem em falta nele.

Combate ao estresse

A prática,  ganha importância hoje porque a correria cotidiana acaba gerando desgaste físico e psicológico. Esse quadro pode ser agravado por fatores como herança genética para desenvolver determinadas doenças e excesso de radicais livres – moléculas instáveis produzidas pelo sistema respiratório, e que, em situação de estresse, são geradas em excesso, causando a destruição das células corporais e originando doenças e o envelhecimento precoce.

Diferenças para a medicina tradicional

As medicinas ortomolecular e tradicional têm abordagens diferentes para as doenças. Enquanto a primeira utiliza nutrientes familiares ao organismo do ser humano, a convencional usa medicamentos elaborados apenas nos últimos 70 anos, o que gera vários efeitos colaterais, segundo o presidente da Associação Brasileira de Medicina Biomolecular e Nutrigenômica. A vertente ortomolecular não tem contraindicações, desde que prescrita e acompanhada por um médico capacitado.